terça-feira, 26 de agosto de 2014

Voltar o tempo...

É o que eu quero, pra tudo. Cada coisa, cada detalhe.
A saudade me invade como um furacão, deixando tudo bagunçado, pelos cantos. E o meu peito sente esse aperto, essa dor, que está em tudo e em todo lugar. Nossa casa não é a mesma, pois tiraram o seu coração e o que resta é esse oco, esse vazio. Você estava e está em tudo. E sentir a tua ausência é uma dor sem igual. As palavras se perdem agora, e eu só queria dizer que você é meu herói! Soa clichê, como tudo que parece se repetir; porém essa repetição nunca se tornará desgastada: Te amo, pai!

Nenhum comentário: