quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Não adianta, pensei, não adianta tentar fazer com que alguém te dê algo pra satisfazer sua própria carência emocional ou sua ideia de amor perfeito. Mendigar por uma situação que te lembra um romance, uma música. Quando acontece e se acontece, é natural. É preciso enxergar isso e tentar viver livremente com as escolhas que não são nossas e que não podemos e nem devemos querer mudar. Compreender os caminhos do outro, como quem quer ser um dia compreendido. E saber amar, como se amado fosse.

Nenhum comentário: