quinta-feira, 26 de abril de 2012

ODE AO GATO

(...) O gato vê mais, vê dentro e além de nós. Relaciona-se com fluidos, auras, fantasmas amigos e opressores. O gato é médium, bruxo, alquimista e parapsicólogo. É uma chance de meditação permanente ao nosso lado, a ensinar paciência, atenção, silêncio e mistério. O gato é um monge portátil sempre à disposição de quem o saiba perceber. - Artur da Távola
(Em memória de Nino)


Nenhum comentário: