segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Só o romântico diz que não vai amar mais.

São saudades de um mundo contente feito céu estrelado. Feito flor abraçada por borboleta. Feito café da tarde com bolinho de chuva. Onde a gente se sente tranquilo como se descansasse num cafuné. Onde, em vez de nos orgulharmos por carregar tanto peso, a gente se orgulha por ser capaz de viver com mais leveza.

Ana Jácomo

Um comentário:

Michelle disse...

O título já vale o texto inteiro.