terça-feira, 14 de setembro de 2010

(...)

Isso aqui, essa dor cravada no peito nada mais é que meu amor gritando e pedindo por paz.

Nenhum comentário: