quarta-feira, 29 de julho de 2009

Passado

Te imagino rindo, gargalhadas mesmo, daquelas que os ombros caem para trás. Enquanto lembra do meu coração cansado já, de tanto expressar, demonstrar tanta coisa sentida e agora, esquecida, como algo deixado no caminho e que não fazemos o menor esforço pra lembrar, recuperar!

Nenhum comentário: