sexta-feira, 19 de junho de 2009

Irradiação

Irradia de ti, algo similar aos trovões.
Tempestade que me desnorteia.
Sorrindo traz-me o pior dos ventos.
Me olha como quem quer ler-me toda.
De quem procura e parece não achar.
Embora, eu espere que cesse em mim tua árdua busca.
E eu serei a criatura mais feliz dentre muitas das criaturas que já fui.
Que essa força que faz com que um corpo se desloque para ir a outro, nos influencie, exerça sobre mim e ti a mais pura lei da atração para que possamos nos aproximar como o cão ao seu dono.

Um comentário:

Claudina Ferreira =D disse...

Ameiiii *---* Mto,mas mto intenso! ;**